Quais são os tipos de tráfego na Admitad?

  • Atualizado

Provavelmente você já tenha descoberto como funcionam as redes de CPA: você se registra em uma rede de CPA → adere aos programas afiliados → recebe links afiliados → usa-os para direcionar tráfego para o site de anunciante → ganha uma remuneração dos anunciantes pelas ações feitas.

Surge a pergunta: o que é tráfego e onde eu posso obtê-lo?

Tráfego na publicidade na Internet significa o número de usuários que visitaram o site de um anunciante. Também é usado o termo "volume de tráfego" que significa o número de visitantes do site por algum período (por mês, por ano). Assim, "direcionar tráfego" significa incentivar usuários a visitar o site de anunciante. Para fazer isso, o afiliado coloca materiais publicitários com links afiliados em várias fontes de tráfego, e o objetivo principal desses materiais é interessar usuários, fazê-los seguirem o link e realizarem alguma ação. Uma fonte de tráfego pode ser seu site, um grupo nas redes sociais, um canal do YouTube, e-mail marketing, uma publicidade contextual, etc. — todos os lugares onde você queria inserir sua publicidade.

Na Admitad, os afiliados trabalham com as seguintes fontes de tráfego:

Cashback

Serviços de cashback são os serviços que devolvem ao usuário uma parte do dinheiro gasto por ele na compra. Eles são amplamente utilizados no mercado de marketing de CPA como espaços publicitários onde seus proprietários (que são, ao mesmo tempo, afiliados na rede de CPA) colocam links afiliados dos sites de programas afiliados. Quando o usuário acessa o site de um programa afiliado por meio do site de cashback e faz uma compra, o anunciante paga uma remuneração para esse site pela ação, e uma parte da remuneração é devolvida como pagamento para o usuário.

Aqui também precisamos mencionar os programas de fidelidade. Eles funcionam da mesma maneira, mas, ao contrário dos serviços de cashback, normalmente, acumulam bônus, em vez de dinheiro. Neste caso, o usuário pode gastá-los para obter um desconto em alguns produtos ou serviços, ou usá-los nas compras em outras lojas virtuais.

As vantagens desse tipo de espaço publicitário incluem:

  • atratividade para os usuários: todos querem fazer uma boa compra;
  • altas taxas de conversão: cashback é um forte incentivo para fazer compras;
  • fidelidade de público: depois de fazer uma compra vantajosa, os usuários vão querer voltar ao site.

Uma dica para os proprietários dos serviços de cashback:

Pague a remuneração devida para seus usuários apenas quando a ação receber o status de Confirmado na plataforma. Nesse caso, você não terá de pagar pelas ordens rejeitadas por alguma razão.
Depois de especificar o período de tempo durante o qual o usuário receberá seu cashback, cumpra o tempo de espera de cada loja. Isso ajudará a manter a fidelidade de seus clientes, e diminui o número de solicitações antecipadas de dinheiro de volta.

Afiliados da Admitad: Panda cashback

Pop-up, Pop-under, Click-under

Pop-up é um anúncio que se abre em uma janela nova por cima da página de site.

Vantagens:

  • Dá máxima atenção a sua publicidade;
  • Ao contrário de banners, não é afetado por "cegueira de banner"; o pop-up não pode ser ignorado.

Desvantagens:

  • Caráter intrusivo que pode gerar associações negativas tanto com o produto anunciado no pop-up como com o site onde ele está publicado;
  • Uso excessivo de pop-ups causa o efeito negativo em SEO;
  • Pode ser bloqueado pelas extensões do navegador especiais, como AdBlock.

2019-04-16_12-04-31_6mTrqY7.png

Pop-under é um anúncio que se abre em uma nova janela atrás da página atual.
As vantagens e desvantagens de um pop-under são quase iguais às de pop-up. A diferença principal é que o usuário vê o pop-under depois de visitar e fechar a página principal, por isso é considerado menos irritante do que o pop-up.

Click-under é um anúncio que se abre em uma nova janela quando o usuário clica em qualquer lugar na página pela primeira vez. As vantagens e desvantagens são iguais às de pop-up.

Publicidade contextual

Publicidade contextual é um tipo de publicidade na Internet que é mostrada de acordo com palavras-chave na pesquisa do usuário e seus interesses. O anúncio pode ser um texto, banner ou vídeo, dentro do qual um link afiliado é inserido.

Se o usuário clica no anúncio, entra no site de anunciante e realiza uma ação confirmada pelo anunciante, o afiliado ganha uma remuneração.

Aspectos de publicidade contextual

Uma publicidade é mostrada apenas para usuários potencialmente interessados, o que melhora a qualidade de tráfego e aumenta as chances de conversão.

Uma publicidade é paga conforme o modelo de CPC (custo por clique), e é o afiliado que define o valor a ser pago por clique.

Para escolher o anúncio que aparecerá na página, cada vez o sistema conduz o leilão, compara custos por clique para todas as publicidades e seleciona uma com o maior custo. Se os valores cobrados por clique são iguais, o sistema vai escolher a publicidade com o CTR mais alto.

Tipos de publicidade contextual

Publicidade contextual é dividida em publicidade contextual nos motores de busca e em sites.

Publicidade contextual nos motores de busca

Esse tipo de anúncio aparece na página dos resultados de pesquisa de motores de busca, tais como Google ou Yahoo. Os anúncios podem ser colocados por cima, atrás ou à direita dos resultados de pesquisa. O princípio da seleção de anúncios é o seguinte: quando afiliados criam publicidade, eles especificam um grupo de palavras-chave e frases-chave; se elas correspondem às palavras na pesquisa do usuário e o anúncio ganha o leilão, ele aparece na página dos resultados de pesquisa.

2019-04-16_13-07-50.png

Publicidade contextual em sites

São os anúncios que são mostrados nos blocos de anúncios que pertencem às redes de publicidade, tais como Google Display Network. Como neste caso não há nenhuma pesquisa, a seleção de anúncios é baseada no tema de site.

Por exemplo, em um blog de carros você vai ver ofertas de carros à renda.

2019-04-16_14-59-32.png

Outro princípio da seleção de anúncios é o princípio de targeting comportamental (a seleção de anúncios é baseada na pesquisa anterior do usuário).

Por exemplo, se o usuário pesquisar por tênis, ele verá anúncios de tênis em outros sites, mesmo que seus temas sejam diferentes (tais como beleza, moda, entre outros).

2019-04-16_14-49-07.png

Um outro tipo de publicidade contextual é o brand bidding.

Brand bidding

Brand bidding é um tipo de publicidade contextual, quando palavras-chave do anúncio contêm o nome da Marca do anunciante, sua tradução, transliteração ou derivados. Na maioria dos casos, brand bidding é proibido por anunciantes.

Exemplo: se você trabalha com um programa afiliado chamado "Asos" que proíbe brand bidding, você não poderá adicionar a palavra "Asos", sua transliteração e derivados nas palavras-chave do anúncio.

Por que normalmente brand bidding é proibido?

Se é o anunciante que coloca publicidade contextual, cada anúncio que contém o nome de sua Marca mas não pertence a ele tira uma parte de seu público e tráfego. Apesar disso, os motores de busca mostram apenas anúncios com o CPC mais alto, por isso o anunciante está em processo constante de competir com o afiliado, e aumentar seu CPC, o que pode causar gastos maiores. E se o usuário clica no anúncio de afiliado e realiza uma ação, o anunciante também vai ter de pagar remuneração para esse afiliado.

Exemplo: a empresa Babyshop trabalha com afiliados e também é ela que publica seus anúncios, ou seja, gasta algum dinheiro para isso. Se brand bidding é proibido, em todos os resultados de pesquisa, tais como "loja babyshop", "vestidos babyshop", "brinquedos babyshop", apenas os anúncios da Babyshop serão mostrados. Porém, se brand bidding é permitido, os resultados de pesquisa vão incluir não somente seus anúncios, mas também anúncios de afiliados. Pode acontecer que os anúncios de Babyshop nem aparecerão, e usuários vão clicar nos anúncios de outra pessoa. Nesse sentido, mesmo que Babyshop tenha gasto dinheiro em colocar anúncios, a empresa não ganhará nada com isso, apesar de ter de pagar para afiliados por todas as ações feitas com seus anúncios.

Mesmo que não são os anunciantes que publicam anúncios, brand bidding continua sendo não lucrativo para eles: na maioria dos casos, o site de anunciante está no topo da página dos resultados de pesquisa (como os anunciantes também gastam muito esforço em SEO), e a maioria dos usuários vai clicar nele. Se brand bidding é permitido, a chance de o anúncio de afiliado estar na primeira posição é maior do que o site de anunciante.

Note que a proibição de brand bidding se aplica somente à publicidade contextual, ou seja, se seu espaço publicitário está em um grupo em uma rede social, ou em um canal do YouTube, você pode usar à vontade a palavra "Babyshop" e isso não causará nenhum problema (se essas fontes de tráfego são permitidas pelo programa afiliado).

Além disso, a proibição de brand bidding não significa a proibição do uso de todos os nomes da Marca, mas apenas proíbe o uso do nome da Marca do anunciante.

Por exemplo: Asos vende produtos de várias marcas (River Island, Miss Selfridge, entre outros). Você não pode mencionar "Asos" enquanto publica um anúncio, mas pode mencionar "River Island" ou "Miss Selfridge".

Quando brand bidding é permitido?

Brand bidding pode ser permitido quando o anunciante tem uma loja pequena com uma Marca pouco conhecida, e/ou ele não quer ou não pode criar publicidade contextual. Nesse caso, o anunciante pode confiar essa função a afiliados permitindo esse tipo de tráfego.

Doorway

Doorway é um site "auxiliar" destinado a ranquear bem nos motores de busca por determinadas palavras-chave e redirecionar usuários para o site principal. Doorways são divididos em pretos, cinzas e brancos.

Doorways pretos são páginas genéricas com um conteúdo sem sentido que automaticamente redireciona usuários para o site principal.

Doorways cinzas não usam redirecionamento automático e contém conteúdo de alta qualidade sobre o tema parecido ao tema do site principal. O objetivo desse tipo de doorway é enviar o link juice. Para este fim, links do site promovido são inseridos no conteúdo de site; depois o conteúdo é espalhado por meio de email marketing, por exemplo.

Doorways brancos são páginas independentes de site com conteúdo único, que é otimizado para um grupo específico de palavras-chave e contém links do site promovido.

Ao contrário de doorways pretos, que são ilegais e são proibidos rápidamente pelos motores de busca, os brancos e cinzas são legais e podem atrair um bom tráfego.

Email marketing

Email marketing é uma das ferramentas mais efetivas de marketing na Internet. Ela permite estabelecer comunicação direta entre uma empresa e seu cliente existente ou potencial. O resultado desse contato pode aumentar tanto a lealdade do cliente como o volume de vendas.

A essência do email marketing é a seguinte: afiliados enviam emails para os assinantes sobre novas ofertas e descontos, anexam catálogos e listas com preços, dão conselhos ou tentam interessar os destinatários no produto de anunciante de outros modos. O usuário segue o link afiliado em anexo, acessa o site de anunciante e faz uma compra ou realiza outra ação. Caso a ação seja confirmada, o afiliado ganhará uma remuneração.

Se você usa essa fonte de tráfego, você precisa ter o consentimento de assinante a receber newsletters. Se não há nenhum consentimento, essas newsletters vão ser marcadas como spam.

Também é importante prestar atenção na informação sobre o conteúdo dos emails nas condições do programa afiliado. Por exemplo, anunciantes frequentemente exigem que eles coordenem o conteúdo de todas as notícias.

Marketing nas redes sociais

As redes sociais são uma nova fonte de tráfego que cresce rápido. Elas têm grande público e permitem interagir diretamente com usuários, o que as faz populares tanto entre afiliados como entre anunciantes.

Marketing em mídia social (SMM) é uma forma de marketing na internet que tem por objetivo a promoção de um brand, produto ou serviço através das redes sociais. É um grupo de métodos do uso das mídias sociais como canais de promoção e solução de tarefas de negócio.

SMM inclui:

  • Criação de comunidades, grupos, blogs, fóruns;
  • Realização de campanhas de promoção, competições, negócios;
  • Geração de conteúdo único que incentive seguidores a compartilhá-lo;
  • Comunicação com os assinantes e seguidores;
  • Criação de aplicativos e jogos para as redes sociais.

Exemplos de redes sociais: Facebook, LinkedIn

No momento atual, há 3 tipos básicos de publicidade nas redes sociais.

Publicidade em grupos e comunidades

Publicação de promoções com links afiliados em sua comunidade ou compra de um espaço publicitário na comunidade de outra pessoa.
Siga o exemplo abaixo:

2019-04-16_16-02-11.png

Publicidade segmentada

Anúncios são mostrados para os usuários como “publicações sugeridas” ou perto do feed de notícias e baseados na sua idade, localização, subscrições e pesquisas. Devido ao fato que as redes sociais contêm os perfis mais completos de seus usuários, é possível ajustar com precisão as configurações de publicidade de acordo com seu público-alvo.

image_8.png

Publicidade em aplicativos e jogos

image_9_cXs8BPP.png

Tráfego mobile

Tráfego mobile significa acesso a sites de dispositivos móveis (celulares, tablets).

Tráfego mobile é um conceito genérico, que apenas indica o tipo de dispositivo que é usado para acessar o site de anunciante mas não especifica as maneiras atuais de gerar este tráfego. De fato, qualquer tipo de tráfego pode ser classificado como tráfego mobile se a transição é feita de um celular ou tablet: pop-ups, publicidade contextual, publicidade segmentada nas redes sociais, entre outros.

Já que agora quase todos têm um celular e/ou um tablet, e o número de pessoas que navegam a Internet de dispositivos móveis está em constante crescimento, mais afiliados usam tráfego mobile para atrair usuários aos sites de programas afiliados.

Tráfego mobile constitui uma parte grande em tais segmentos como roupa, calçados, eletrodomésticos, bens domésticos, maquiagem e fitness. Em alguns segmentos, a parte de tráfego mobile em áreas diferentes pode atingir 75%.

Toolbar

Toolbar é uma extensão do navegador que ajuda usuários a trabalhar.

No momento atual, os toolbars mais populares são toolbars dos códigos de promoção que oferecem uma lista de cupons e códigos de promoção disponíveis para o usuário que acessa o site. Se ele escolha um cupom ou um código de promoção, seu navegador recebe cookies da rede de afiliação, e depois de a ação ser feita, ela será atribuída ao afiliado.

Apesar de ser úteis, toolbars têm reputação ambígua. Afiliados de má reputação usam toolbars para cookie stuffing de forma ativa. Os usuários até podem não saber de toolbars instalados em seus dispositivos. Monitorar e combater o uso de toolbars é muito complicado, por isso anunciantes frequentemente proíbem esse tipo de tráfego.

Tráfego de incentivo

Tráfego de incentivo é o tráfego que afiliados dirigem prometendo alguma remuneração não monetária (bônus, presentes) para os usuários instalarem um aplicativo, preencherem uma solicitação ou realizarem outra ação.

Por exemplo: "500 bônus por atingir o nível X!"

Não confunda tráfego de incentivo com tráfego por cashback:

No caso de tráfego por cashback, inicialmente, o usuário está interessado em comprar um determinado produto e procura pela oportunidade de economizar dinheiro, ou seja, tráfego por cashback é o tráfego segmentado de alta qualidade. No caso de tráfego de incentivo, o usuário se torna um lead apenas para receber a remuneração prometida e não está interessado no produto em si. Esse tipo de tráfego não é segmentado e de baixa qualidade, e esse tipo de usuário não trazem benefícios para os anunciantes.

Por causa da sua qualidade baixa e ineficiência, tráfego de incentivo é normalmente proibido por anunciantes. Porém, há algumas exceções:

  1. Anunciantes que pagam para afiliados por ações feitas (não leads) podem permitir usar tráfego incentivo caso o usuário continue fazendo compras e o anunciante ganhe dinheiro.
  2. Tráfego de incentivo também é frequentemente usado em ofertas para celular e jogos online, cujo objetivo principal é ter o maior número possível de registros e instalações para ranquear bem no Play Market e AppStore.

Nós lembramos que as regras da Admitad proíbem o uso dos Sistemas da Publicidade Ativa (AAS), buxes e outros sistemas onde se pode criar uma tarefa e pagar uma remuneração por seu cumprimento. Se afiliados violam essas regras, suas contas vão ser bloqueadas.

Tráfego adulto

Tráfego adulto é o tráfego dirigido dos sites com conteúdo para adultos (fontes de pornografia e erótica, sex shops, entre outros). Sites com esse tipo de conteúdo estão sendo proibidos pelos motores de busca, mas isso não prejudica sua popularidade e rentabilidade.

Nesses sites é vantajoso publicar anúncios de roupa, jogos, joias e outros recursos para adultos.

Teaser networks

Teaser é um material publicitário que é representado por uma imagem pequena com um texto intrigante ou provocativo. É destinado para aumentar a curiosidade de usuários para que eles cliquem no teaser.

Com maior frequência, teasers são usados para criar uma publicidade de:

  • Produtos para emagrecer, suplementos e aditivos alimentares;
  • Maquiagem e perfume;
  • Produtos para adultos;
  • Réplicas de roupa de marca, calçados, acessórios, equipamento (celulares, tablets);
  • Sites de jogos de azar: cassino, pôquer, apostas desportivas;
  • Sites de namoro online.

Teasers não correspondem aos programas onde o usuário precisa de tempo para tomar uma decisão — ofertas financeiras e de viagem, entre outras.

Teaser networks são redes de compra, venda e troca de tráfego de teasers.

Existem teaser networks que trabalham com o tráfego de alguns tópicos (tráfego de conteúdo feminino, tráfego de notícias, entre outros) e networks de tópicos gerais.

Apesar do prejuízo contra teasers, é possível dirigir tráfego de boa qualidade se escolher a forma certa de usá-los.

Canal do YouTube

É outro tipo de tráfego que ganha fama rápido, assim como redes sociais. O YouTube é um espaço publicitário com um grande público onde é possível promover qualquer coisa que quiser.

O formato dos anúncios pode ser diferente: pre-roll, publicidade nativa ou até um vídeo com uma descrição de seu produto e um link afiliado.

Tráfego da API

Tráfego da API é um tipo de tráfego específico para ofertas financeiras.
Nesse caso, afiliados atuam como “intermediários” que coletam dados pessoais dos usuários online ou offline, preenchem as solicitações de crédito, cartões de crédito ou empréstimo em nome dos usuários (e, com certeza, com o consentimento deles) e envia as solicitações preenchidas de seus espaços publicitários para uma rede de afiliação. Ela verifica essas solicitações e transmite-as para o anunciante. Se o anunciante as aprovar, os afiliados vão ganhar remuneração.

A informação de solicitação será transmitida através de API e fixada nos relatórios da Admitad apenas se a solicitação for recebida pelo anunciante.
No tráfego da API, um clique é o fato de receber uma solicitação da Admitad, hora do clique é o momento quando a Admitad recebe a solicitação do afiliado. Uma ação é o fato de receber uma solicitação pelo anunciante, hora da ação é o momento quando o anunciante recebe uma solicitação. A ação obterá o status À espera até o anunciante enviar seu novo status para a Admitad.

Saiba mais sobre o tráfego da API na aba do tráfego da API na página do programa que trabalha com este tipo de tráfego ou em uma documentação de API.

Esse artigo foi útil?